domingo, 22 de dezembro de 2013

Uma vida em 4 meses

Esses dias eu estava conversando sobre o tempo, se é muito ou pouco determinada fração de tempo.

E aí que eu fui pensar nas porções de tempo e quanto era cada uma para mim e cheguei à uma conclusão.
Esse ano, em quatro meses eu vivi mais coisas do que nos últimos 5 ou 6 anos.

De abril a agosto muita coisa aconteceu:

Eu tomei posse; fiz o curso de fotografia que eu namorava a um tempão; comprei duas lentes lindas que eu ainda nem tive tempo de aproveitá-las; conheci Curitiba (que lugar educado, fiquei impressionada), Porto Alegre (lugar fantástico para gastar dinheiro e passar frio com estilo), Cuiabá (e o famoso calor que NÃO apareceu) e o Acre, sim, o Acre existe, tem wi-fi na rua, e, eu fui sozinha!. Li 'A culpa é das estrelas' do John Green e chorei horrores, eu comigo mesma, enquanto ia para o Acre.

Perdi minha Aika num processo bem sofrido, e..caramba..foi doído demaaaais da conta. Eu ainda choro de saudade dela e ainda me lembro todos os dias da minha companheira, amiga, parceira, enfim, minha pequena aika.

Comecei faculdade, num curso que não era o que eu queria mas que tem tudo a ver comigo. Nossa, como eu sentia falta desse ambiente de escola, do relacionamento aluno-professor e das brigas por nota. Muito bom!

E por último, porém, não menos importante. Reconheci pessoas que foram gratas surpresas e conheci outras pessoas que..bem..não tenho nem o que dizer, deixam o meu dia mais leve.

E eu acho que foi isso.

Até

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Fernando Pessoa

Não se acostume com o que não o faz feliz,
revolte-se quando julgar necessário.

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Que você se...

Pedra Letícia

Tudo que você me fez eu lhe desejo em dobro
Você vai pagar por tanto desaforo
De lhe ver sorrir enquanto eu chorava em vão
Eu quero que você se dane
Que você se lasque
Que você se engasgue
Que você se engane
Que você me chame pra que eu possa dizer não

Eu quero que seu carro quebre
Que seu peito caia
Que a chuva estrague seu dia de praia
Que um prego rasgue a sua minissaia

Que seu novo amor no final te traia
Que você tropece
Que você tropique
Que se estrumbique, dê o seu chilique
Que você comece, depois perca o pique
Que alguém copie o seu vestido chique

Eu quero que você se dane
Que você se lasque
Que você se engasgue
Que você se engane
Que você me chame pra que eu possa dizer não

Eu quero que seu time perca
Que seu voo atrase
Seu café esfrie
Que você não case

Seu melhor perfume pela tampa vase
Que lhe falte voz pra completar a frase

Que você se estrepe
Que você se estranhe
Que você não ganhe
Que lhe fure o estepe
Que lhe falte gás no seu refrigerante
Que nunca mais cante
Que nunca mais trepe

Quero que seu time caia
Que seu peito vase
Que seu novo amor no final se atrase
Você seja estepe, você seja amante
Que nunca mais cante
Que nunca mais trepe

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Próximo

Os homens são fáceis de afastar. Basta não nos aproximarmos.

Fernando Pessoa

P.S: E como a proximidade é perigosa..

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

~~Eu quis o perigo e até sangrei sozinho.
Entenda - assim pude trazer você de volta prá mim,
Quando descobri que é sempre só você
Que me entende do inicio ao fim

E é só você que tem a cura pro meu vício
De insistir nessa saudade que eu sinto
De tudo que eu ainda não vi.
~~


> Amo você!!

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Você Me Bagunça

O Teatro Mágico

Você me bagunça e tumultua tudo em mim
Essa moça ousa, é musa e abusa de todo meu sim
Você me bagunça e tumultua tudo em mim
E ainda joga baixo, eu acho, nem sei,
Só sei que foi assim


Assimila, dissimula, afronta, apronta, diz: "carrega-me nos abraços"
Lapida-me a pedra bruta, insulta, assalta-me os textos, os traços
Me desapropria o rumo, o prumo, juro me padeço com você
Me desassossega, rega a alma, roga a calma em minha travessia
Outro "porquê"

Parece que o coração carece e diz: "para!" Silencia.
Se embrulha e se embaralha,
Reconsiderar o ar, o andar , nossa absolvição, a escuta e a fala
Nos amorizar o dia, a pia, o corredor, a calçada, o passeio e a sala
Se perder sem se podar e se importar comigo
Aprender você sem te prender comigo


Difícil precisar quanto preciso

Difícil precisar quanto preciso

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Eu, em mais uma das minhas conclusões poéticas:

Eu: - Ahhhh...
Ela: - Cuidado para não cutucar a onça com vara curta, se não ela te engole, você e a vara.


E ficou na cabeça..
E se for de propósito? Se eu quiser ser engolida? Se eu encarar?

E o se ficou..

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Muito eu!!

Come chocolates, pequena;
Come chocolates!
Olha que não há mais metafísica no mundo senão chocolates.
Olha que as religiões todas não ensinam mais que a confeitaria.
Come, pequena suja, come!
Pudesse eu comer chocolates com a mesma verdade com que comes!

Fernando Pessoa

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Boa música, ótima letra!





P.S.: Sim, hoje eu estou mais musical que o normal =)

Capitão Gancho

Clarice Falcão

Se não fossem as minhas malas cheias de memórias
Ou aquela história que faz mais de um ano
Não fossem os danos
Não seria eu

Se não fossem as minhas tias com todos os mimos
Ou se eu menino fosse mais amado
Se não desse errado
Não seria eu

Se o fato é que eu sou muito do seu desagrado
Não quero ser chato
Mas vou ser honesto
Eu não sei o que você tem contra mim
Você pode tentar por horas me deixar culpado
Mas vai dar errado
Já que foi o resto da vida inteira que me fez assim

Se não fossem os ais
E não fosse a dor
E essa mania de lembrar de tudo feito um gravador
Se não fosse Deus
Bancando o escritor
Se não fosse o mickey e as terças feiras e os ursos pandas e o andar de cima da
Primeira casa em que eu morei e dava pra chegar no morro só pela varanda se
Não fosse a fome e essas crianças e esse cachorro e o Sancho Pança se não fosse o
Koni e o Capitão Gancho
Não seria eu

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Sabe quando você faz uma coisa que sabe que vai te fazer mal mas você faz mesmo assim porque acha que vai fazer bem?!














Pois é..














P.S.: ~~Vida louca vidaaaa~~ Assim que eu conseguir me organizar eu volto, tenho uma cabeça que não para e escreve mentalmente vários posts quase que diariamente. E isso aqui tão vazio..

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Eu e minha mente falante

Estava eu no veterinário com a Aika, fui comprar tooooodos aqueles remédios (depois eu conto melhor sobre o que ela tem). Tinha uma pessoa pagando, eu olhei e pensei "Essa criatura não me é estranha", e a Aika tentou me arrastar para uma casinha que estava lá fora. De repente a pessoa levanta a cabeça e eu penso "como é mesmo o nome dele?!?!?", alguns segundos depois questiono para mim mesma " Será que é o Fulano?!".

Tá, até aí tudo bem, se a minha cabeça em vez de questionar em pensamento não tivesse falado em voz alta. Sim, uma voz bem alta. O Fulano olhou para mim com uma cara de quem estava pensando "Quem é essa doida?!", mas foi educado e disse "Oooooi (aquele oi sem graça, de quem não reconheceu a pessoa), como você tá?!", eu sem saber onde enfiar a cara respondi "Bem", e pensei, dessa vez em voz baixa mesmo, "Anna Kézia, você é doida?! Tem de pensar antes de falar!".


E é isso, essas coisas sempre acontecem comigo, sou mestre em falar antes de pensar ou pensar falando.
Fazer o quê?!

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Fotografando, parte 2

Então, o tempo passou, o curso acabou, mas eu não esqueci daqui não, quero deixar as aulas bem registradas para eu não esquecer de como foi essa experiência.

Na aula 2 estudamos várias coisas técnicas, como por exemplo tipos de lentes, luz, como funciona cada máquina,o que controla o que e o ISO. 
Pois bem, na aula prática tivemos 3 xercícios : panning, zooping e usar as técnicas que vimos na aula anterior em uma única foto (as técnicas eram a regra do terço, ponto de fuga e composição em linhas).
Vamos às fotos e aos comentários que o professor fez à cada uma delas. 
Cada aula nós devíamos apresentar 6 fotografias, eu escolhi 2 de cada tema, mas só vou mostrar 4 porque as outras tiveram os comentários bem parecidos.



Essa a intenção foi usar as regras em uma só foto. Ele olhou, olhou de novo e disse que eu fiquei em cima do muro (eu acho que foi algum trocadilho por causa da foto), eu deveria ter sido extrema, ou subexpor a foto e deixar bem escuro ou superexpor e deixar bem claro. Acontece que a foto tem um lado muito claro e outro muito escuro, eu devia ter optado por algum deles. O que eu fiz foi fotometrar certinho e não escolher nenhum dos lados.





Nessa eu fiquei sentida, gostei tanto dela. Ele analisou e concluiu: "É, não rolou não!! A intenção foi boa, a florzinha tá lá, mas não rolou!! Vamos tentando, quem sabe na próxima você consegue o zooping." Ok, a técnica não ficou boa não, mas poxa, a foto ficou bonita, vai!?
 


Tentativa de panning. Só tentativa mesmo, a ideia é tipo propaganda de carro, fundo todo desfocado e o carro nítido. O veredito foi "É, amos tentar mais!!"














Essa foi a única alegria do dia.
Fotometria perfeita, ponto de fuga bem marcado, composição em linhas e o moço bem no ponto de ouro da regra dos terços. Muito boa!

Tá, eu sei que as regras estão bem aplicadas, mas ainda prefiro as duas primeiras >_<"





E foi isso, cada aula foi ficando mais difícil e mais apaixonante.

terça-feira, 4 de junho de 2013

25 coisas para se fazer antes dos 25 anos

1. Faça as pazes com os seus pais. Seja por, finalmente, reconhecer que eles realmente querem o melhor para você ou por perdoá-los por serem imperfeitos, você não pode entrar feliz na vida adulta com essa marca de ressentimento familiar.
2. Beije alguém que seja ‘muita areia para o seu caminhãozinho’. Beije modelos, estudantes de medicina e empreendedores que moram em Dubai, e não se preocupe se eles(a) vão te ligar depois ou não.
3. Minimize a sua passividade.
4. Seja subordinado ou faça um bico, para começar a entender como gorjetas funcionam, como manter a paciência perto de babacas e como algumas palavras amáveis podem mudar o dia de alguém.
5. Reconheça liberdade como uma passada num fast food às 5h30 da madrugada com um bando de estranhos que você acabou de conhecer.
6. Tente não se martirizar por possuir um diploma ‘inútil’. Dinheiro é um terror e as coisas não aconteceram exatamente como você planejou, mas você tinha mesmo que fazer faculdade… E ter um diploma não é a pior coisa do mundo. Nós vamos resolver essa confusão, provavelmente. O ponto é que você não merece menos só porque ir à faculdade não trouxe um retorno imediato. Seja paciente, trabalhe com o que você tem e lembre-se que muitos de nós estamos nessa juntos.
7. Se você está em qualquer emprego que seja, abra uma poupança. Você nunca sabe quando estará desempregado ou  desesperado para fugir da sua vida por uns dias. Mesmo R$20 por semana já fazem R$1040 a mais por ano do que você teria de outro jeito.
8. Adquira o hábito de ir lá fora, aproveitar a luz, cultivar seus amigos, esquecer a internet.
9. Fique curtindo – e alimentando – uma ressaca por 4 dias seguidos.
10. Comece um relacionamento com o(a) sua paixão platônica dizendo que o(a) quer. Diretamente. Tipo, olhando em seu rosto e dizendo assim: Eu quero você. Eu quero ficar com você.
11. Aprenda a dizer não – para você mesmo. Não continue usando salto alto se você odeia, não continue fumando se você odeia o seu cheiro no dia seguinte, pare de passar dias inteiros afundado no sofá para depois reclamar que está perdendo o Sol.
12. Tire um tempo para revisitar os lugares que construíram quem você é: o apartamento em você cresceu, sua escola, sua cidade natal. Esses lugares até podem ficar lá para sempre, mas você definitivamente não.
13. Encontre um hobby que te faça esperar pelo momento de ficar sozinho, que deixe essa solidão momentânea agradável e energizadora.
14. Pense que você se conhece até conhecer alguém mais do que você.
15. Esqueça quem você é, suas prioridades e como uma pessoa deveria ser.
16. Identifique os seus medos e, ao invés de deixar que eles controlem as suas ações, encontre e converse com pessoas que já os superaram. Não se contente sem experimentar 000002% do que o mundo tem para oferecer porque você tem medo de viajar de avião.
17. Adquira o hábito de organizar as coisas e desapegar. Só porque funcionaram em algum momento não significa que você deve mantê-las para sempre – sejam essas ‘coisas’ o seu par de calças favorito ou o seu ex.
18. Pare de se odiar.
19. Saia e assista àquele filme, leia aquele livro ou ouça aquela banda que você já mentiu sobre ter assistido, lido, ouvido.
20. Tire vantagem do seguro de saúde enquanto você ainda é saudável.
21. Crie o hábito de falar às pessoas como você se sente, seja escrevendo um e-mail de fã para alguém cujo trabalho você ame ou falando ao seu chefe por que você merece um aumento.
22. Namore alguém que diga “Eu te amo” primeiro.
23. Deixe o país com a desculpa de “se encontrar”. Isso não funcionará. Lugares não mudam pessoas. Invés disso, beba bastante sozinho, leia vários livros, faça sexo em albergues sujos e volte para casa quando a saudade bater.
24. Revolucione e compre um Macbook Pro.
25. Largue aquele emprego que te deixa infeliz, termine relacionamentos que te façam agir como um lunático, abandone os amigos que ininterruptamente te dão vontade de vomitar. Você é novo, resiliente, há outros trabalhos, relacionamentos e amigos se você estiver aberto a eles.



P.S.: Achei interessantíssimo o texto e pensei "será que eu chego lá?". Falta pouco, muito pouco *frio na barriga*

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Curso de fotografia

Então, dei início a um desejo antigo, estou fazendo um curso de fotografia. Estou achando o máximo essa história de poder colocar em prática vontades que eu tenho.

Mas vamos ao curso de fotografia.
Caaara, eu não imaginei que fotografar fosse tão complicado.
Eu tenho uma reflex (basicamente uma máquina que troca a lente), sempre usei no manual e tinha até um certo conhecimento da coisa. Certo, achei que fosse ser relativamente mais tranquilo, imaginei que eu só iria aprimorar o que eu já sei.
Acontece que a máquina tem uma bendita régua, chamada fotômetro, que para no zero quando a foto está perfeita (para ele). Até aí tudo bem, você vai configurando até parar no zero, o problema é esse zero, você olha, foca, acha que está bom e o fotômetro te diz que não, muito claro, você vai lá, configura de novo e o chato não para (que saudade do acento no verbo parar rsrs) no zero de jeito nenhum..
Daí você vê a regra do terço e ela não é como eu semmmpre vi por aí nos textos internéticos, ela quer dizer para você não fotografar as coisas no centro, nada deve ficar no meio, deve sempre ficar no terço superior ou inferior e no terço direito ou esquerdo, cara, isso é complicado, vai contra toda a minha concepção de fotografia centralizada...
Depois desse soco no estômago que é a regra e o fotômetro, vem mais 2 regras que são esteticamente muito bonitas porém complicadas de por (se não me engano esse acento também foi embora) em prática.
Então você acha que aprendeu mais ou menos a coisa, o monitor na aula prática vira para você e diz: " agora você vai misturar os três conceitos na mesma foto e fazer mais aquelas duas técnicas" eu pensei: "Você está desorientado?! bebeu? coooomo que eu vou colocar tudo na mesma foto!?!?!? mal consigo colocar uma regra só.." E por aí vai.

Bem, tive a segunda aula na sexta, são sempre duas aulas em uma, uma teórica e outra prática. Na primeira eu fico com o olho arregalado o tempo todo assustada com o quanto as minhas informações eram limitadas até mesmo sobre a minha máquina. Na segunda eu fico desesperada tentando fazer alguma foto dentro dos exercícios propostos para a aula.

E eu estou adoraaaannnnndo o curso, de verdade, já escolhi mais dois para quando esse terminar.
Fotografia é uma arte tão bonita, você consegue falar tanto sem dizer uma só palavra.

E é isso, vou mostrar duas fotos que eu tirei na primeira aula:


  

Essa o professor até gostou, fez alguns elogios, disse que o exercício foi bem realizado. E só. Poxa, eu a achei tão perfeita dentro do que foi proposto..mas enfim, ao menos não ficou ruim.
A ideia era ponto de fuga (quando a estrada parece nao ter fim) e o foco bem marcado.








 Essa o professor não viu nada demais, disse que o exercício foi realizado, mas não viu nada, é só uma florzinha.
A ideia era regra do terço (com a flor no terço superior direito da foto) e novamente o desfoque, que particularmente é uma coisa que gosto muito.
E foi isso.




Essas foram as minhas melhores fotos, na minha opinião.
Na aula seguinte o professor analisa o seu trabalho da aula prática, e, acredite, ele é beeeem crítico. Mas são críticas construtivas que ajudam no nosso crescimento como fotógrafos.

Eu ainda não tenho identidade como fotógrafa, ele diz que eu tiro foto de tudo e quem tira foto de tudo termina que não tira foto de nada. Não concordo muito com isso não, não tiro foto de tudo, só do que me agrada.

E essa é a minha experiência de duas aulas teóricas e duas práticas, ainda não tenho a crítica do professor em relação à segunda aula, quando tiver, mostro a foto com o devido comentário.
Ah, talvez eu explique uma técnica legal que eu aprendi.

Beijos e,
Até!

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Uma dica

Se você for reivindicar alguma coisa, pesquise sobre o assunto antes, use fontes seguras, entenda do que se trata, forme a sua opinião e veja se vale a pena mostrar para o mundo.
Só depois dessa triagem é que cabe a sua reivindicação.

E é isso.

domingo, 28 de abril de 2013

Prioridades

Quais são as suas prioridades?

Esse assunto ultimamente tem me cercado por todos os lados.
Penso nas minhas e nas alheis também.

Todo mundo tem autoestima e todo mundo quer ser a prioridade de alguém, isso é sério, daí saem muitas decisões em relação às prioridades que serão levadas para frente e a ordem de cada uma.

Tenho em mim uma vontade transbordante de querer o mundo, já disse isso aqui algumas vezes, e para ter o mundo não dá para ser de uma vez só, a regra de um pé por ano do parkour cabe aqui, a lista deve ser feita, o primeiro lugar deve ser decidido, o segundo escolhido e assim vai.

O difícil é que a minha cabeça está perdida, tá complicado decidir o que fica em qual lugar, quando eu penso que decidi, alguma coisa acontece e me faz mudar de ideia.

 Eu estou melhor, estou bem melhor, mas ainda continuo vulnerável, as palavras ainda me machucam e eu estou machucada, e eu não quero mais isso para mim e eu estou com raiva e eu estou magoada e eu estou confusa e são muitos sentimentos de uma vez e eu não sei o que fazer.

Se eu for embora, acho que ninguém vai perceber, acredite, eu tenho coragem e você vai se surpreender.

E é isso..

quinta-feira, 25 de abril de 2013

"Minha mágoa quase transpassa a espessura da sua janela."

Cara, Ana Carolina é demais. 
É muuuito forrrrrrrrte essa mulher!

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Essa vida é mesmo muito complexa.

Da última postagem para cá eu mudei de ideia tantas vezes que já nem sei mais o que eu vou fazer da vida..

Eu passei a vida querendo uma coisa que hoje não é mais possível (o que me corrói toooodos os dias quando acordo).
Um acontecimento determinante me fez traçar uma linha de seguimento, outro acontecimento, junto com alguns fatos isolados, me fez mudar de rumo e daí que a minha cabeça vai e valta e e dá pirueta e eu fico aqui, tentando achar o rumo.

Eu tô feliz!
o que não quer dizer que eu não esteja triste..certa vez um fisioterapeuta que é também (não sei o nome não)  alguém que cuida do corpo pela orelha (imaginei uma criança sendo puxada pela orelha..) me disse que eu sofria de tristeza crônica, isso talvez responda muitas coisas, principalmente os pensamentos que passam pela minha cabeça.

Continuo muito feliz!!

E é isso..

...

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Orgulho parte 2

A Lua que eu te dei

Minha obra prima *_*

Então, essa foi uma edição que fiz que fiquei apaixonada por ela. A ideia surgiu de uma outra foto que vi, que infelizmente não lembro onde, mas que serviu de inspiração para essa.
Claro que muita coisa aí foi montagem, o balão é original, a lua também e as nuvens, igualmente, só juntei tudo em uma imagem só e mudei a coloração do céu.

E é isso.
Estou aqui, toda boba admirando meu trabalho.


P.S.: Aliás, ultimamente tudo tem me deixado boba.

quarta-feira, 3 de abril de 2013


"Opiniões.
As pessoas estão cheias delas.
E eu estou cheio delas.
Delas e das pessoas."

quinta-feira, 28 de março de 2013

FE-LI-CI-DA-DE

É uma mistura de vontade de rir com vontade de chorar e de pular, tudo junto,misturado e ao mesmo tempo.

É por aí!

XDD

quinta-feira, 14 de março de 2013

Resumo dos últimos dias

Chorão morreu e virou o Papa dos adolescentezinhos (que nem viveram o auge do Charlie Brown), Papa esse que renunciou e por fim virou angentino (o novo Papa).

segunda-feira, 11 de março de 2013

segunda-feira, 4 de março de 2013

Cabelo, cabeleira

Pois é, eu cortei o cabelo!
Eu até comentei que não ia falar nada por aqui, mas agora eu já superei e resolvi falar.

Meu cabelo estava enorrrrme, porém caindo muito, no carnaval me deu a louca e eu resolvi que queria cortar igual ao da Glória Pires só que um pouco menos repicado, na quarta fui lá cortar com um cabeleireiro que eu acreditava que saberia cortar sem fazer besteira.

Grande engano o meu, pela primeira vez na vida encontrei um cabeleireiro (palavrinha engraçada essa rsrs) que não gosta de cortar. Explico, pedi que o cabelo ficasse mais ou menos na altura do ombro, ele me corta um palmo abaixo do ombro e diz que está ótimo, minha mãe deu uma forçada de barra e ele cortou mais. Resultado? Um cabelo abaixo do ombro, quase reto, com franja grande e sem o repicado que eu tanto queria.

Alguns dias depois a prima Vivi resolveu o problema, cortou, repicou e deixou bem bonitinho. (Obrigada Prima, você fez muito por mim, viu!?)

Sabe a empolgação de corte de cabelo? Quando você fica tentando fazer com que os outros notem seu cabelo novo? Na verdade, acho que isso acontece com quaquer coisa, é aquela velha história de esperar a aprovação alheia, mas enfim.

Eu toda empolgada e para a minha surpresa as pessoas mais próximas nem notaram, ou porque eu vivia com o cabelo amarrado, ou porque não cortei tanto assim ou porque simplesmente só vão notar que eu cortei quando lerem isso aqui, mas tá, para minha surpresa maior ainda, o pessoal do boxe (sim eu faço boxe chinês, e não tenho medo de usá-lo!) reparou, não foi um ou outro, todo mundo reparou e comentou, eu fiquei tão feliz *_*

E é isso, estou gostando (no gerundio mesmo, com a ideia de continuidade) do meu cabelo, ainda me adaptando, e ontem descobri que estou parecida com o Jackie Chan no filme "Volta ao mundo em 80 dias", é mole isso?!

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Ahhhhhhhh...

A verdade é que eu estou carente..me sentindo sozinha...
Quero abraços e carinhos,beijinhos e conversas intermináveis.
Quero colo e atenção.
Sinto falta de pessoas e principalmente de amigos.

E tudo isso faz parte, vai passar, mas tenho de passar, faz parte.

Esse sentimento é muito novo para mim, me acostumei a gostar de estar sozinha, agora olho para os lados o tempo todo procurando alguma forma de não estar sozinha, enfim, é confuso para mim e principalmente para o mundo, e ninguém entende, e ninguém suporta e eu viro a insuportável.

E é isso..

Faz parte e tem de passar.

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Trasbordando

É isso, estou transbordando. Nem sei muito bem porque, na verdade eu sei, o que eu não sei é de quê que estou transbordando, é uma mistura de muitas coisas, alegria, alívio, animação, estou a 220.

Saí da completa inércia para o fim de uma maratona, de um direto para o outro.

Acabei de terminar a leitura de um livro, caraca, acho que nunca me senti assim, uma excitação imensa, não me caibo.

Passei um bom tempo sem conseguir ler nem uma frase completa, e agora estou aqui dizendo que terminei um livro, caraca!!!!
Eu senti meu coração bater mais rápido, um nervoso e ansiedade ao chegar ao ápice do livro, é!!!

E é isso!


P.S.: Bem, provavelmente eu volte depois para explicar melhor o que acontece (ou não). Eu só queria mesmo deixar registrado o que estou sentindo, estou leve e sinto que posso tudo!!

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Esse blog já foi melhor

Hoje, durante uma conversa, fui citar uma fala da Havena dos "Jovens Titãs" e lembrei que ela (a fala) já foi postada aqui no blog.

Nisso, eu viajei e fiquei pensando em como esse blog já foi mais legal. Siiiim, ele já foi mais divertido, mais atualizado, mais feliz.

Depois que cheguei a casa, lanchei e liguei a tv para ver se tinha algo legal o assunto me voltou a cabeça. Foi mais ou menos assim:

"Calma aê!!! Eu sempre disse que o blog era uma versão de mim, ou uma continuação de mim, ou um reflexo de mim, enfim, deu para entender a ideia e agora eu acho que ele está chato!!!"

Ainda estou digerindo essa notícia.

Eu estou mais chata que antes?
Eu já fui mais legal?
Eu já fui mais divertida?

ou

foi só o crescimento mesmo?
só o amadurecimento chegando?
a hipocrisia que chega a todos?

Não sei mesmo, só sei que eu continuo gostando muito desse blog, me acho maior que antes e muito mais confusa e complicada do que nunca.

E é isso!

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Comunicação

Olá! Quanto tempo..

Sabe, eu estou tendo problemas de comunicação, sei lá, acho que o fiozinho que me ligava ao mundo exterior arrebentou, daí a comunicação (que cá entre nós nunca foi muito boa) deixou de existir.
Eu sempre soube que um dia isso iria acontecer, a minha maneira sempre explosiva não funciona mais e eu não sei ser de outro jeito, mas não é sobre isso que eu vim falar não.

A Prima Tânia veio passar uns dias em Brasília, nisso eu descobri (ou redescobri) o quanto o sangue fala em nós duas. Os sentimentos (ou falta deles) são bem parecidos, embora as circunstâncias nem tanto. Entretanto, também não é sobre isso que vim falar.

Vamos ao que me trouxe aqui:
Ela (a prima) aprendeu a se comunicar por livros, músicas e filmes. Não achei que funcionaria comigo (essas ferramenas estavam em falta na minha ilha), de repente eu tentei dizer, as palavras não saíram, tentei explicar e as ideias não se juntaram. Lembrei-me de uma crônica da Tati Bernardi, mas eu não sabia decorada, na outra semana levei o livro e disse:

"Ela diz muito do que eu gosto, do que eu penso, do que eu gostaria de dizer."

Ontem voltei lá e a resposta foi positiva, acho que foi feita uma gambiarra no fiozinho.

E é isso.