segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Chega uma hora em que o corpo para, ele simplesmente não sente mais nada, nem dor, nem incômodo, nem sofrimento, ele só para...

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

 Ética: Valores que definem o que: • Quero • Posso • Devo 

Porque nem tudo que eu quero eu posso, Nem tudo que eu posso eu devo e Nem tudo que eu devo eu quero ! 

(Eça de Queiroz)

domingo, 23 de janeiro de 2011

"Ontem por incrível que pareça todos os lugares que pisei eu te procurei. (…) Fiquei feliz em poder sentir tua falta, - a falta mostra o quão necessitamos de algo/alguém. É assim o nosso ciclo. Eu te preciso. Perto, longe, tanto faz. Preciso saber que tu está bem, se respira, se comeu ou tomou banho - com o calor que está fazendo neste verão, tome pelo menos uns três ao dia, e pense em mim, estou com calor também. Me faz bem pensar nessas atividades corriqueiras, que supostamente você está fazendo. Ah, e eu estou te esperando, com meu vestido curto, óculos escuros grandes e meu coração pulsando forte, e te abraçar até sentir o mundo girar apenas para nós.
É, eu gosto muito de ti."


Caio Fernando Abreu

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

''Eu preciso aprender a ser menos. Menos dramática. Menos intensa. Menos exagerada. Alguém já desejou isso na vida: ser menos? Pois é. Estranho. Mas eu preciso. Nesse minuto, nesse segundo, por favor, me bloqueie o coração, me cale o pensamento, me dê uma droga forte para tranqüilizar a alma. Porque eu preciso. E preciso muito. Eu preciso diminuir o ritmo, abaixar o volume, andar na velocidade permitida, não atropelar quem chega, não tropeçar em mim mesma. Eu preciso respirar. Me aperte o pause, me deixe em stand by, eu não dou conta do meu coração que quer muito. Eu preciso desatar o nó. Eu preciso sentir menos, sonhar menos, amar menos, sofrer menos ainda. Aonde está a placa de PARE bem no meio da minha frase? Confesso: eu não consigo. Nada em mim pára, nada em mim é morno, nada é pouco, não existe sinal vermelho no meu caminho que se abre e me chama. E eu vou... Com o coração na mochila, o lápis borrado, o sorriso e a dúvida, a coragem e o medo, mas vou... Não digo: "estou indo", não digo: "daqui a pouco", nada tem hora a não ser agora. Existe aí algum remedinho para não-sentir? Existe alguma terapia, acupuntura, pedras, cores e aromas para me calar a alma e deixar mudo o pensamento? Quer saber? Existe.
Existe e eu preciso. Preciso e não quero.''

Fernanda Mello

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

"[...]

Ele: - E daqui a 5 anos você vai continuar assim?
Eu: - Você pretende ficar comigo esse tempo todo? *_*
Ele: - Se você quiser. =)

[...]"

Para 5 sá faltam 3 e 
Eu quero sim!!!!!!


Muito obrigada por ser meu namorado roxíssimo!
Amo muito você!

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Hipocondríaca?!

Dia 30 eu entrei em crise, e não foi existencial não, foi crise alérgica mesmo!
Passei o ano novo meio para baixo e todo mundo preocupado se meu namoro tinha acabado. >.>
Domingo, dia 2, foi o ápce, tive crises respiratórias sérias, falta de ar, muuuuita nebulização, dor no corpo, antialérgico que não funcionava, o nariz que não respirava..enfim, o básico de um crise alérgica respiratória (porque existem vários tipos de crises alérgicas) para mim.
A semana veio acompanhada de febre, não pude mais fugir e fui ao médico.
Resultado? antialérgico e spray para o nariz, ambos a base de corticóide. Algumas horas depois de usar o spray e tomar o comprimido eu já conseguia respirar melhor, eita remedinho 'do mal' esse.

Hoje é dia 14, ainda estou com alguns resquícios, tosse e às vezes dificuldade para respirar.

E o normal, ou anormal, disso tudo é que o quadro é normal, pois é, eu já nasci numa crise respiratória, sou alérgica a TUDO, sim, a TUDO, tenho em casa um aparato de socorro de fazer inveja a muita farmácia, desde creme para urticária até bombinha respiratória (daquelas de asmáticos).

E mesmo assim, eu tenho de escutar de muita gente que na verdade eu sou é hipocondríaca, claro que são pessoas que nunca viram uma reação alérgica em mim, como diria minha mãe "Vai morar comigo para ver!!"

Mas como dizem: É melhor ouvir certas coisas do que ser surdo, né?!

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

“Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial.
Industrializou a esperança,
fazendo-a funcionar no limite da exaustão.
Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar
e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez,
com outro número e outra vontade
de acreditar que daqui pra frente…
tudo vai ser diferente!”
 


Carlos Drummond de Andrade

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Complexo,
perplexo.
sem nexo
e sem nada.

domingo, 9 de janeiro de 2011

*_*

Ai, eu fico tão feliz quando vejo blogs que eu acompanho de cara nova, dá uma sensação boa ver que as pessoas se modificam. O blog continua o mesmo, mas diferente.
Não sei explicar muito bem, só sei que me sinto um pouco melhor compreendidada, não me sinto tão sozinha nessa eterna sina de manter, da melhor forma possível, o blog.
E é isso.

Estou mais leve. =)

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

"Excesso de informação não necessariamente significa ampliação de conhecimento"

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Espero
Reação Em Cadeia
Composição: Jonathan Corrêa

Espero... Não sei se tenho tempo
Espero ... poder estar atento
Pra lhe ouvir falar as coisas que eu não entendo !
Por que você me olha desse jeito
Como se você quisesse alguma coisa...
Alguma coisa que eu tenho ou não
Alguma coisa que eu...
...Tenho, que encontrar o meu caminho
Pra que eu possa compreender
Sozinho as coisas que...
eu não entendo!

Por que o amor é passageiro
De viagens sem destino
Como filmes sem roteiro
Eu... Seria bem melhor assim
Se tivesse você junto a mim
Talvez procurasse entender
As coisas que ...
Eu não entendo!
Por que o amor é passageiro
De viagens sem destino
Como filmes sem roteiro ...
Eu espero ...não sei se tenho tempo não
Espero ...poder estar atento
Pra lhe ouvir falar de coisas que...
Eu não entendo!


Essa música parece muito com a forma que eu tinha de escrever...