segunda-feira, 30 de abril de 2007


Conversa com um amigo

"(...)

Ele:...é aquela coisa, sabe?!só de ouvir a voz da pessoa o seu dia acaba, vc vai em uma festa, chega lá, dá de cara com a pessoa e...no outro dia, vc não se lembra da festa, muito menos de quem vc encontrou lá...

Eu: Nossa...não sei se já senti algo assim não...como vc consegue esquecer algo assim?! por causa de uma pessoa ?!?

Ele: O seu subconciente é que faz isso... Quando vc sente uma dor muito grande, seu organismo libera uma substancia que te faz esquecer daquela dor... é por aí também, vc esquece para não sofrer, raiva dói, vc sabe disso...

Eu: É...sei...

Ele: É aquela história de inimigo mortal que existia na era Medieval, lembra?! eles se encontravam e logo puxavam a espada, iam duelar. Era sempre a mesma coisa, até que terminava na morte de um deles. Pois é, essa é a única forma de terminar com isso...

EU: ...nossa...

(...)"

Bem, foi mais ou menos isso, não me lembro se exatamente com essas palavras, mas com essa idéia.

PS.: Cada vez mais concordo com ele...Batimento acelera, respiração fica difícil, a vista embaça...DÓI, não sei explicar onde, nem como, só sei que dói...no fim do dia, é como se vc tivesse sido atropelado por um trator...O tempo passa, coisas acontecem, o mundo gira, a situaçao muda; ocorre um encontro, e...é cada vez mais intenso, tudo volta a sua mente.Por mais que tudo aconteça, que o tempo passe, isso não vai mudar, vai doer sempre, cada vez mais, somente com um fim ('derradeiro') é que terá um fim...

quinta-feira, 19 de abril de 2007

"...não diga nada, deixa tudo assim por mim...eu não me importo se nós não somos bem assim..."

sábado, 14 de abril de 2007

Vale a pena

Vale a pena a tentativa e não o receio.
Vale a pena confiar e nunca ter medo.
Vale a pena encarar e nunca fugir da realidade.
Ainda que eu fracasse, vale a pena lutar.
Vale a pena discordar do melhor amigo
e não apoiá-lo em suas atitudes erradas;
Vale a pena corrigi-lo.
Vale a pena encara-me no espelho e ver ser estou certo ou errado.
Vale a pena procurar ser o melhor e aí...
Vale a pena ser o que for.
Enfim...
Vale a pena viver a vida,
já que a vida não é tudo que ela pode nos dar;
Mas sim tudo que podemos dar a ela.
Vale a pena acreditar em si mesmo.
Vale a pena confiar seu reservatório interior.
Vale a pena fazer o seu próprio destino.
Vale a pena marca presença no mundo a sua volta
e principalmente no mundo de dentro de você.
Vale a pena doar-se, pois ninguém pode multiplicar a si mesmo sozinho.
O indivíduo precisa primeiro dividir-se,
servir a todos através do pensamento e do serviço desiteressado.
Vale a pena descobrir o verdadeiro sentido da vida!!!
Viva intensamente cada momento, cada segundo...
Ame muito a tudo e a todos incondicionalmente...
Deixe seus olhos brilharem e seu coração pulsar feliz...
Sorria, brinque, volte a ser criança porque com toda certeza;
vale a pena!!!

Tadinha dela...

domingo, 8 de abril de 2007

Várias de mim

Silvana Duboc

Sou assim
Duas de mim
As vezes três
Quatro... cinco... seis
Sou uma por mês
Me diversifico
Tem horas que grito
Vivo num conflito
Mostro ao mundo minha dor
Outras horas, so sei falar de amor
A mais romantica
Melodramática
Estática
Chorosa e nervosa
Carente e decadente
Vingativa e inconsequente
Ai quando menos me percebo
Me transformo em mulher cheia de medo
Cheia de reservas
Coberta de sutilezas
Séria e sem defesa
No minuto seguinte
No papel de mulher fatal
Viro logo a tal
Ai sou dona do mundo
Segura e destemida
Altiva e atrevida
Rasgo meus segredos ao meio
E exponho num roteiro
De poesia ou texto
Agrido, inflamo
Conto o que ninguém tem coragem de contar
Explico detalhes que é bom nem lembrar
Sou assim
Várias de mim
Sorriso por fora
Angústia toda hora
Por dentro um tormento
No rosto nenhum sofrimento
No corpo uma explosao de prazer
Nos olhos, meu desejo deixo perceber
Melhor nem me conhecer
Fique com minhas letras
Com as minhas palavras
Na vida real sou bem mais complicada
Sou mil
E quem tentou, descobriu
Que viver ao meu lado
É viver dentro de um campo minado
Prestes a explodir
Mas quem esteve nele
Nunca quis fugir...


PS: Adorei esse texto!! *.*

Comentando comentários

Gustavooo,

1º O número 3 está em negrito pra mostrar que a pessoa não fica em sã conciência qndo está apaixonada.

2º O livro é "O pequeno príncipe" sim, achei tão bonitinho que resolvi colocar algumas partes aqui

3º Não, acho q o "emo" não vem aqui nao...

4º E por último, porém não menos importante, mto obrigada por ter voltado a frenquentar isso aqui, sem vc o blog não eh o msm. >.<

Livia,
Sim, é o seu livro sim, scaniei algumas páginas, vc não se importa não, né?! hehehehe xp

Natália,
Noooossa, muito obrigada pela presença sempre constante e com comentários marcantes. XDD


Bem, é isso...

B-joss, e
Até...

sábado, 7 de abril de 2007

"Louco: 1. Que perdeu a razão; doido, maluco. 2. Contrário á razão; insensato. 3. Dominado por paixão intensa; apaixonado. 4. Exquisito; excêntrico. 5. imprudente."

sexta-feira, 6 de abril de 2007



"...me disseram que você estava chorando, foi então que eu percebi como lhe quero tanto..."
"...Alice não escreva, aquela carta de amor, Alice não escrevaaaaa, aquela carta de amoorrr ô, orrr..."

domingo, 1 de abril de 2007

"Ah, se o mundo inteiro me pudesse ouvir, tenho muito pra contar..."

Sabe...
uma vez, só uma, por alguns minutos que fossem, eu queria ser DONA DO MUNDO, ter PODERES ILIMITADOS... depois disso, o universo jamais seria o mesmo.... hua hua hua hua *risada mais do que maléfica*

P.S.: Bem, de fato, que isso nunca aconteça, para o bem da humanidade, pq....caso o contrário, muitos, mas muitos iriam se arrupender de terem nascido, alguns clamariam por piedade, e outros, desejariam jamais antes terem cruzado o meu caminho.

E é por isso que Deus não dá asas a cobra...