domingo, 19 de janeiro de 2014

Servidor trabalha?

Essas duas últimas semanas eu fui provocada por todos os lados.
Ok, eu não tenho o costume de descer do muro, mas quando compro uma briga eu vou até o fim.

É muito fácil sair falando por aí que servidor público não trabalha, é acomodado, e essas coisas todas que todo mundo já ouviu alguém dizer.

A questão é muito mais profunda que o servidor ser preguiçoso ou não, ser acomodado ou não, ser folgado ou não.
Tem servidor ruim? Siiim, existe servidor ruim. Porém, o que existe são trabalhadores ruins, isso não é mérito só dos servidores não. Existem garçons ruins, cozinheiros ruins, recepcionistas ruins, atendentes ruins, telefonistas ruins, professores ruins, e onde mais houver gente trabalhando existirá sim alguém que seja ruim no que faz.

A máquina não funciona como deveria funcionar, não existe estrutura adequada para o servidor executar sua função de forma eficiente e eficaz.

Eu escutei em sala de aula uma professora dizer que o serviço público está lotado, que existe pessoal de mais lá dentro. Olha, não tem isso de superlotação não, não mesmo, muito pelo contrário, em qualquer lugar que você for vai ter falta de pessoal, fila e espera.
Essa questão está muito mais ligada à falta de gerenciamento do que ao número de servidores em si.

Tá, outra questão que vem me incomodando bastante é em relação à estabilidade.
Ela não existe simplesmente para o servidor não ser mandado embora não, não é para acomodá-lo nem para dar segurança por si só.
A estabilidade é para dar segurança aos atos praticados pelos servidores. É para que o serviço público não seja transformado em um cabide de emprego, onde depois de cada eleição ou troca de ministro caiam todos os servidores e novos "de confiança" assumam o cargo. Serviço público é coisa séria, é responsabilidade, é lidar com o dinheiro e com a vida de toda a população.

E por fim, a população. O cidadão cheio de razão que entra nos lugares enchendo a boca para dizer que é ele que paga o salário do servidor.
Não é porque você paga o meu salário que isso te dará o direito de colocar o seu dedo sujo na minha cara, me ofender, falar absurdos e para terminar ameaçar dizendo que na próxima trará uma arma e atirará em mim. Criatura, isso é ameaça, isso é CRIME!!

E, vem cá, foi você quem assim assinou o meu contrato de trabalho, se eu tivesse carteira assinada, seria o seu cpf ou cnpj que estaria no contrato?!?
Acho que NÃO, heim?!
Então, senhor cidadão cheio de razão que paga seus impostos E o meu salário: a verdade é que quem paga o meu salário é o ESTADO, o governo e se ele tira o dinheiro dos impostos pagos por você e por mim, isso não é problema meu não!!

E é isso.
Só um desabafo de alguém indignado com algumas situações recorrentes.