terça-feira, 26 de julho de 2011

~~ Adoro o barulho de quando você sussurra absurdos no meu coração~~

terça-feira, 19 de julho de 2011

Ainda é cedo, cedo - cedo do verbo ceder

Ainda É Cedo - Legião Urbana
Composição: Ico-Ouro Preto / Dado Villa-Lobos / Renato Russo / Marcelo Bonfá

Uma menina me ensinou
Quase tudo que eu sei
Era quase escravidão
Mas ela me tratava como um rei
Ela fazia muitos planos
Eu só queria estar ali
Sempre ao lado dela
Eu não tinha aonde ir
Mas, egoísta que eu sou,
Me esqueci de ajudar
A ela como ela me ajudou
E não quis me separar
Ela também estava perdida
E por isso se agarrava a mim também
E eu me agarrava a ela
Porque eu não tinha mais ninguém
E eu dizia: - Ainda é cedo
cedo, cedo, cedo, cedo.

Sei que ela terminou
O que eu não comecei
E o que ela descobriu
Eu aprendi também, eu sei
Ela falou: - Você tem medo.
Aí eu disse: - Quem tem medo é você.

Falamos o que não devia
Nunca ser dito por ninguém
Ela me disse: - Eu não sei mais o que eu
sinto por você.
Vamos dar um tempo, um dia a gente se vê.

E eu dizia: - Ainda é cedo
cedo, cedo, cedo, cedo.


Essa música sempre foi muito forte para mim, passei um bom tempo com ela na cabeça e interpretando cada pedacinho. Semana passada eu escutei a interpretação mais incrível de todas: 
Quando ele diz:
"e eu dizia ainda é cedo, 
cedo, cedo, cedo, cedo"
ele quer dizer que mesmo sendo cedo ele vai terminar cedendo, do verbo ceder.

Fantástico isso! *_*

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Gosto tanto de acordar de madrugada (já que tenho insônia) e ver que recebi alguma mensagem fofinha *_*

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Um pouco de rebeldia

"Eu só queria ser legal, ser boa e ser leve"
(Tati Bernardi)

A verdade é que eu não queria não!!!!
Eu não sou legal, ao menos não faço questão de ser.
Eu não sou boa, nem como garota propaganda de cerveja, nem como pessoa, não fico forçando bondade para conquistar seu ninguém.
Leve? Eu? Não! Eu não sou leve! Nem na balança e muito menos na forma de levar a vida.
Eu sou intensa demais para ser leve, (já disse aqui mesmo que intensidade, para mim, não é sinônimo de se jogar na piscina sem checar se tem água, isso, para mim, tem outro nome) quando eu quero: EU QUERO, quando eu gosto: EU GOSTO e quando eu não gosto: EU NÃO GOSTO!!

E é isso! XD

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Pensamento desconexo

Estava eu em um fotolog desses da vida, me interessei pela foto e fui ler o texto que começava assim:
"Não, você não precisa ter o abdômen do mocinho da novela"
Na hora eu pensei "Esse texto é da Tati!!" e não, eu não o reconheci, eu simplesmente sabia que era dela e ponto. De fato, li a crônica e no fim estava o devido crédito a ela.
Depois fiquei 'matutando' como eu sabia que era dela?? Deve ser o costume de acompanhá-la de perto, mesmo já tendo algum tempo que não leio nada dela, essa forma direta de escrever ficou marcada em mim. 
Talvez seja mais uma caractéristica minha do que dela, não a forma direta de escrever, sim o jeito de reconher o que está escrito. Acontece com certa frequência, eu vejo um desenho ou uma letra, leio um texto e sei de quem é, mesmo que o tempo tenha passado, as coisas ficam aqui e vêm a tona de uma vez.

Não sei muito bem descrever a crônica do início, mas com a primeira frase reconheci a autora e com isso me lembrei de vários textos que eu poderia descrevê-los com detalhes. O problema é esse, eu não me lembro do que me trouxe aqui, mas posso detalhar coisas anteriores.

Enfim...

Foi só mais um comentário sem muito sentido.

terça-feira, 5 de julho de 2011



"(...)

Eu: - E agora? Como eu vou embora?
Ele: - Ué, eu vou com você!

(...)"
"Sou meio que uma mistura de preto no branco, de ódio na doçura. Tentar me decifrar é o mesmo que tentar decifrar o vento."

DarkWriterBr