terça-feira, 24 de maio de 2011

Eu nunca postei vídeos antes, mas esse eu não pude resistir ao encanto que é essa música da banda "A banda mais bonita da cidade" que eu acabei de descobrir *_*


segunda-feira, 23 de maio de 2011

Comentando Comentários

Prima Vivi,

"kkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!
muito massa!!!

posso copiar?

posso?
.
.
.
posso?
.
.
.
posso?
.
.
.
posso?
.
.
.
posso?

:D"


Pode, pode, pode, pode, pode, pode! 
Sinta-se em casa! 
XD

domingo, 22 de maio de 2011

segunda-feira, 16 de maio de 2011

domingo, 15 de maio de 2011

"(...)

Eu: - É, minhas costas doem bastante...
Pessoa: - Arde, né?!
Eu: - Não! Dói mesmo, do verbo doer.

(...) "

Porque comigo é assim mesmo, o sistema é bruto!
Ah, mas tudo bem. Em seguida todo mundo se acostuma. As pessoas esquecem umas das outras com tanta facilidade.


Caio F.








P.S.: E eu nem sei se gosto disso. Gostaria de esquecer, seria mais fácil assim, mas não acho muito dígno não, sabe?! Eu penso que tudo que acontece é por algum motivo, e se há um motivo, não há porque esquecer o que acontece. Mas que é complicado lembrar, isso é. 

quinta-feira, 12 de maio de 2011

“As coisas tem que passar, os dias têm que mudar, os ares têm de ser novos e a vida continua, com ou sem qualquer um.”



- Caio Fernando Abreu.

domingo, 8 de maio de 2011

Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.


Carlos Drummond de Andrade (1902-1987)

quinta-feira, 5 de maio de 2011

"O meu mundo não é como o dos outros, quero demais, exijo demais; há em mim uma sede de infinito, uma angústia constante que eu nem mesma compreendo, pois estou longe de ser uma pessimista; sou antes uma exaltada, com uma alma intensa, violenta, atormentada, uma alma que não se sente bem onde está, que tem saudade… sei lá de quê!"

Florbela Espanca




P.S.: Quando li, me identifiquei de imediato, mas li novamente e me lembrei da prima Vivi e tudo o que ela tem escrito em seu blog. =)

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Dizeres populares

Eu, ontem, prestando atenção em nada em especial, de repente parei para ouvir um senhor que conversava perto de mim, ele disse assim:

"- Sabe aquele ditado que diz 'pior que tá não dá para 'ficá'!? ' Pois é, sempre dá para piorar, espera só para ver! "

Aí eu lembrei de um outro ditado que diz:" Desgraça pouca é bobagem"

E por fim eu concluí que a vida é assim mesmo, sempre pode piorar, as coisas ruins, via de regra, vêm juntas, mas que é uma questão de superação diária, não adianta jogar tudo para cima e esperar ser enterrado pelos problemas, é resolver um a um, com calma e paciência, porque no fim sempre pode melhorar também.