quarta-feira, 11 de março de 2009

"Ela ama a solidão, ama o silêncio,
ama o prado florido, a selva umbrosa
E da rola o carpir.
Ela ama a viração da tarde amena,
O sussurro das águas, os acentos
De profundo sentir."


Gonçalves Dias

Nenhum comentário: