quinta-feira, 16 de outubro de 2008




Assim o principezinho cativou a raposa. Mas, quando chegou a hora da partida, a raposa disse:

- Ah! Eu vou chorar.

- A culpa é tua, disse o principezinho, eu não queria te fazer mal; mas tu quiseste que eu te cativasse...

- Quis, disse a raposa.

- Mas tu vais chorar! disse o principezinho.

- Vou, disse a raposa.

- Então, não sais lucrando nada!

- Eu lucro, disse a raposa, por causa da cor do trigo.

(...)"



P.S.: Será que lucra mesmo?

2 comentários:

Heygon disse...

eu acho q lucra...
assim a raposa pode analizar tudo o q ela fez para cativar o princepezinho ingrato, que no fim não reconheceu os esforços da raposa em plantar o trigo...

e a raposa agora tem mais capacidade de indentificar quando o trigo pode ou não florescer, junto com o amor...

ou seja na minha opinião a raposaé q saiu no lucro...e o princepezinho...bem....o q ele ganhou com isso mesmo?

^^

Vítor disse...

Eu acho que não tem lucro em nenhuma das partes, os dois tem as vidas deles separadas, mas comO um cativou um ao outro, mesmo separados vão estar sempre juntos.
E não precisa muito esforço para mudar a vida da raposa, e do Pequeno principe, sempre que a raposa olhar no trigo, lembrará do pequeno príncipe, por causa dos cabelos. E agora a raposa, num é uma raposa qualquer =P
A lição vai continuar
Vão sempre estar juntos.