quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Comentando Comentários

Heygon,

"eu acho q lucra...
assim a raposa pode analizar tudo o q ela fez para cativar o princepezinho ingrato, que no fim não reconheceu os esforços da raposa em plantar o trigo...

e a raposa agora tem mais capacidade de indentificar quando o trigo pode ou não florescer, junto com o amor...

ou seja na minha opinião a raposaé q saiu no lucro...e o princepezinho...bem....o q ele ganhou com isso mesmo?
^^ "



O Princepezinho ingrato...
Bem não acho que ele seja ingrato não...
também não acho que ele não tenha reconhecido os esforços da raposa...
Reconheceu sim, desde o início, desde antes de cativar a raposa, ele reconheceu seu esforço..
Mas sabia quem era, e sabia que não poderia ficar, por isso relutou em cativar...

A última intenção do princepezinho "ingrato" era magoar a raposa...e por isso fez o que fez...

Na minha opinião, ninguém saiu lucrando, nem a raposa que foi cativada e ficou só com suas lembranças; nem o princepezinho que cativou e ficou com o peso de ter que deixar a raposa...
a não ser pelo fato de ambos terem se cativado, se conheceram e vão ficar na história do outro...
^^

Um comentário:

Heygon disse...

hum...
esse final é mais interessante...
"a não ser pelo fato de ambos terem se cativado, se conheceram e vão ficar na história do outro..."

porem eu acredito q mesmo a raposa se sentindo magoada com a intensão de não magoar do princepe, deveria correr atraz do princepe, afinal o princepe só não quer magoar a raposa por medo de não se magoar...

mas vai saber né...

^^