quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Em algum momento desse turbilhão nos perdemos...não sei exatametne quando, ou onde...

Talvez tenha sido naquela vez em que fiquei te esperando... ou, naquele outro dia em que te deixei plantado a minha espera. Pode ser também no dia em que mais precisei de você, e você não estava lá, e até hoje, às vezes, me pergunto o motivo da ausência, medo, angústia, sofrimento, egoísmo, prefiro tentar não acreditar nessa última hipótese. Tá, sem contar as inúmeras vezes em que precisou de mim, da minha presença e eu não estava, e eu não pude ir...Teve aquela surpresa fantástica que me fez chorar, e o presente magnífico que te dei. O mundo que você levou e o universo que criei.
Não sei o momento exato em que ocorreu, o fato é que aconteceu, e não somos culpados, nem eu nem você...

2 comentários:

Kézia disse...

O fim, retirado do "Fim",
- e não somos culpados, nem eu nem você, e assim como se tudo ainda continuasse -

Lila disse...

Nossa...
mto bom 0.0