quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Desci daquele ônibus e parei, por alguns instantes parei, tive uma sensação indescritível, era como se estivesse sem chão, o mundo desabava ao meu redor e eu não podia fazer nada...foram só alguns segundos, porém, os segundos mais longos de toda a minha vida...
E até hoje tenho pesadelos com o que houve...

Nenhum comentário: