domingo, 3 de abril de 2011

Revoltante

Eu fico abismada com a capacidade do ser humano de se aproveitar da fé alheia.
Todo mundo deseja alguma coisa, segue algum caminho ou trilha um objetivo.
Todos almejam algo, sentem dor e sofrem por algum motivo.
Qualquer palavra de esperança, dita fora de um contexto sólido, vale para quaquer pessoa.
O ser humano tem o costume de deduzir, de inferir, de interpretar tudo o que lhe é dito de acordo com o que quer escutar.
E isso é um fato.

Nenhum comentário: