quarta-feira, 6 de abril de 2011

“Ela é intensa e tem mania de sentir por completo, de amar por completo e ser por completo. Dentro dela tem um coração bobo, que é capaz de amar e de acreditar outra vez. Uma solidão de artista e um ar sensato de cientista… tem aquele gosto doce de menina romântica e aquele gosto ácido de mulher moderna.”


Caio Fernando Abreu

Nenhum comentário: