quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Sobre força e marcas..

...E olho para vc...como eu te quero..
e sinto vontade de te bater, deixar marcas em todo o seu corpo, deixar a minha marca em você..
Só para ver se te faço meu, só pra ver se me faço sua..

...E quero te rasgar ao meio, dentes, unhas, força bruta!
Te machucar, te fazer lembrar do que é nosso.

Mas no fim descubro que em você não ficam marcas.
Você é a própria marca, em mim, eu, marcada para sempre..

6 comentários:

Viviane Zion disse...

Caracas... me lembrou uma música do Chico Buarque...

ATRAS DA PORTA
Chico Buarque (Brasil) - 1972

Quando olhaste bem nos olhos meus
E o teu olhar era de adeus
Juro que não acreditei
Eu te estranhei
Me debrucei sobre teu corpo e duvidei
E me arrastei e te arranhei
E me agarrei nos teus cabelos
No teu peito
Teu pijama
Nos teus pés
Ao pé da cama
Sem carinho, sem coberta
No tapete atrás da porta
Reclamei baixinho

Dei pra maldizer o nosso lar
Pra sujar teu nome, te humilhar
E me entregar a qualquer preço
Te adorando pelo avesso
Pra mostrar que ainda sou tua
Só pra provar que inda sou tua ...

Intenso isso... X0

Vítor disse...

Muito bom Kézia =D
Muito bom mesmo

energizeme disse...

Que sequela... comentei e não saiu? Comentei em lugar errado? Vai saber.

Profundo.

Em mim estás marcada eternamente.

Heygon disse...

^^

Rafaela disse...

tentativas frustradas de ser alguém pra outro alguém..
sei como é..

nem sempre querer é poder..

pra variar, gostei!!

xD

Sr. OverGround disse...

sem comentários "^^"..

Será apropiação?

Kézia, aquele pedaço que arrancou com uma mordida ainda stá aí ou já foi pro lixo? o.0?

=*