sábado, 23 de dezembro de 2006

Lenine - Paciência

Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
A vida não para

Enquanto o tempo acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora vou na valsa
A vida e tão rara

Enquanto todo mundo espera a cura do mal
E a loucura finge que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência

O mundo vai girando cada vez mais veloz
A gente espera do mundo e o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência


Será que é o tempo que lhe falta pra perceber
Será que temos esse tempo pra perder
E quem quer saber

A vida é tão rara(Tão rara)

Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Mesmo quando o corpo pede um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não para (a vida não para não)

Será que é tempo que me falta pra perceber
Será que temos esse tempo pra perder
E quem quer saber
A vida é tão rara(tão rara)

Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
Eu sei,a vida não para (a vida não para não...a vida não para)



PS.: Paciência...eu preciso de paciência...o tempo passa cada vez mais rápido...e eu aqui...eu quero tudo, eu quero o mundo, o universo, a vida...a minha vida...e ela não pára, nunca. Minha mente está a mil, centenas de coisas diferentes ao mesmo tempo, mas meu corpo não acpmpanha, ele só quer parar, pede sempre calma...

Um comentário:

Naty disse...

O esquema de paciência é que quanto mais se pede paciência mais vc passa por coisas que te exijam paciência. Primeira coisa um tempo tem que ser seu só seu e de mais ninguém. Segunda coisa priorize as coisas, terceira coisa e talvez ultima, se tem remedio não se preocupe se num tem não se preocupe.

Beijosss