terça-feira, 24 de janeiro de 2006

"Estava eu aqui a pensar, às vezes vc dá o maior valor a alguém, faz qualquer coisa por ele, confia cegamente nessa pessoa, vc seria capaz d dar sua vida por ele sem nem pensar antes...vive uma amizade perfeita, uma convivência perfeita, sua vida eh aquilo...ai, de repente, não mais que de repente...tudo acaba, tudo termina sem que falassem em um final...isso nunca, em hipótese alguma foi pensado, foi questionado...o q aconteceu? onde foi parar toda aquela magia?....depois d tudo vc pensa...será q existe sinceridade ou verdade nas amizades?....quando vc está mais fragilizado e ao mesmo tempo mais fechado a aproximações...um alguém chega como quem não quer nada e te mostra que tudo vale a pena....que amigos axistem sim....onde vc menos imaginava, encontrou apoio, e se quer sabem q estão te ajudando...inacreditável, mas eh assim q eh... "


Esse texto tem uns 2 anos, eu o encontrei no antigo blog, e o que é estranho, é que mesmo já tendo um tempo que foi escrito, ele continua atual...será que certas coisas não mudam nunca?

2 comentários:

Natalia disse...

Já pensou em fazer filosofia. Seu texto ta muito legal, eu ja me interroguei varias vezes sobre isso, e nunca chego a uma conclusão exata, só consigo pensar que as pessoas encontrem outras e cumpram digamos sua missão as vezes não sabemos nos desapegar e nisso me incluo, mas pensa só apesar de distantes as vz são esses os mais confiaveis e amavei amigo e verdadeiros.
To de ferias, em crise de ferias em todas as ferias tenho uma, fico pensando milhões de coisas e desenvolvendo milhões de teorias, que eu nunca utilizo, mas tudo bem, estão bem guardadas nos meus escritos. Beijos de nada

Gui Ornellas disse...

Filosofia???? Ainda falta muuuito, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Bem, estava pensando tmb sobre o q escreveste e continuo achando que tudo acontece em nossas vidas (inclusive pessoas, diga-se de passagem) pq simplesmente devem acontecer. Acredito que o "tudo é por acaso" é o que há de verdade. Se um dia uma pessoa entra na minha vida, o importante não é pra que, ou como vai sair (se sair), o que importa é que ela existe e vc tmb. O que importa é que nós somos quem somos PELOS outros, mas nunca COM os outros.

Ow, não sei se percebeu, mas estou perseguindo a Natalia...


hehehehe