terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

  " É que às vezes dói, dói tanto por dentro, que eu não consigo conter e acabo demonstrando por fora. Eu me sinto fraca por chorar, por ter que me encolher no cantinho da minha cama e apertar o travesseiro até ele me confortar. É bem difícil ter que acordar e desejar bom dia às pessoas com um sorriso, depois chegar em casa e desmanchar. Já perdi a conta de quantas vezes tive que pintar o rosto pra esconder a péssima noite de sono. Mas dizem que uma hora passa, eu preciso acreditar que vai passar. "

(Kimberlly Cavalcante)

Nenhum comentário: