terça-feira, 18 de maio de 2010

Amigos de verdade

Outro dia estava eu com a cabeça cheia e sem conseguir me concentrar em nada, resolvi ver meus emails e sabe-se lá porque fiquei on no msn.
De repente ele veio falar comigo, eu perguntei se era ele mesmo, ele provou que era me chamando e escrevendo meu nome de uma forma peculiar.
Começamos a conversar, perguntei se estava bem, pela namorada, ele respondeu e perguntou pelo meu namoro, se eu estava bem.
A conversa fluiu e chegou a uma amiga em comum, eu disse que ela estava bem, que estava namorando e tal, ele comentou: " - Na última vez que falei com ela ela parecia apaixonadinha" 
e eu completei: " - Normal" 
ele não entendeu muito bem e eu fui explicar: " - Ué, ela é uma garota normal, garotas normais se apaixonam" 
por fim eu conclui (quase que para mim mesma): " - Sabe, acho que ás vezes eu queria ser uma dessas menininhas" 
e ele retrucou na hora: " - Queria nada, você se machuca fácil!" 
eu fiquei assustada e perguntei de onde veio isso, e ele mais uma vez retrucou: " - Véi, eu te conheço",
e eu, em vez de me recolher, insisti: " - Certo, mas eu mantenho a minha pergunta, como você chegou a essa conclusão?" 
ele simplesmente responde: " - Não sei como não, eu só sei!" 
e eu concluo: " - É, você tem razão, e sabe por quê? Porque eu não sou uma dessa menininhas, logo, não costumo me envolver, resultado? Sempre que me envolvo me machuco." 
e ele sabiamente termina o assunto dizendo: " - Véi, que maaaassa!"

Amigos que me me conhecem, me respeitam, confiam e falam!
Não os troco por nada!

3 comentários:

Angel disse...

"e ele sabiamente termina o assunto dizendo: " - Véi, que maaaassa!""

rs

Eu também não troco meus amigos por nada, nenhum deles, do que fala sem "papas na língua" ao que me diz que vai ficar tudo bem, sempre. Cada um, ao seu jeito, conhece e enxerga uma parte de nós que não conseguimos ver, e nos mostra o que somos, nos ensina a evoluir, no dia a dia mesmo, na convivência. Ombro amigo é lugar seguro, só perde para ombro de mãe.

E, sou o oposto, sempre me envolvo, e advinha? Me machuco igual... Talvez não seja se envolver ou não, seja questão de "ser ou não". Quando não é pra ser, simplesmente acaba, muitas vezes de um jeito nada bom.

Abraço, flor!

Vítor disse...

Boto fé

Naty disse...

Só de vc se socializar vc corre o risco de se machucar, decepcionar, é uma coisa natural, as pessoas são imperfeeitas e cometem erros.
Ja que vai se machucar que vc pelo menos aproveite, desfrute de todos os seus momentos possíveis.
Beijosss