domingo, 21 de março de 2010

Ira - Saída

Não vou mais gritar que te amo
nem vou mais pensar se te quero
se você pretende que eu seja
o futuro da nação, nem chegue perto
pois eu não sou isso não

não vou lhe agradar, eu não quero

nem lhe sustentar, eu espero
que você me entenda, isso eu quero

vou rasgar toda gravata
vou viver na praia
se quiser, venha, mulher

não vou mais cortar a sua grama
nem vou acatar sua trama

e os homens que se julgam espertos
vão ficar tão engraçados, atrás de suas mesas
eu vou me sentir tão bem
que vou lhe sentir também

2 comentários:

Naty disse...

Voltei a postar, por quanto tempo num sei

Pedro Netto disse...

"meu amor eu sinto muito, muito, muito mas vou indo..."