terça-feira, 30 de junho de 2009

"Seus passos duros eram de uma mulher decidida, mas também de uma mulher com medo de amolecer a postura e trazer à tona alguns defeitos do corpo. Uma mulher tão comum e ao mesmo tempo tão mais mulher que aquelas outras mulheres com seus banais desejos praianos e acompanhadas de seus banais amigos com desejos praianos. Ela passava pelas pessoas e era como se estremecesse todas as idéias que precisam ser leves por causa do sol forte."

(Tati Bernardi)


P.S.: Ela fazia uma força tremenda para ser leve. Mas como ser leve sendo comprimida por tanta força?

Um comentário:

energizeme disse...

Defeitos corporais muitas vezes não passam de pura neura, mas eu entendo o incômodo que podem causar, ah sei...

E aí, como ser?