domingo, 17 de junho de 2007

De blog para blog

Olá,

De forma alguma eu gostaria de te atingir com a minha (tão escondida) fragilidade.
Desculpa, sei que errei em acreditar...mil vezes você me avisou, acreditou em mim, cuidou de mim. Suscetível e vulnerável, foi assim que me tornei.
Aquele mundo intocável ao qual você sempre teve acesso se foi, normal, ingênua, igual, é isso que sou, é isso que sempre fui...

P.S.: Gosto dessa capacide de surpreender, para um lado ou para o outro, certa ou errada, mesmo assim, gosto disso tudo.
E quem me ensinou isso foi você.
Obrigada!

Nenhum comentário: